Reiki Chama Verde

Sérgio Lapastina | 22/04/2020

Conheci o Alexandre Agrizzi graças à pandemia..rsrsr... alguma coisa de bom, isso tudo tinha que ter...
Dentre os muitos grupos de WhatsApp que tenho, um deles – e nem agora mais lembro qual foi – mostrou uma mensagem sobre um curso de Dragon Reiki. E eu pensei: por que não? Eu já tenho o mestrado em Reiki Usui e aproveitar esse período semi parado para aperfeiçoar essa energia, para expandir... quer saber? Vamos nessa.
E ainda bem que fui. A forma do Alexandre apresentar a metodologia, a clareza, a proximidade e – acima de tudo – a simplicidade. Gostei muito e estou usando bastante, com resultados bastante efetivos.
Aí ele me convidou para uma novidade: Reiki da Chama Verde. O que seria isso?
Como médium umbandista voltado muito para a cura, tudo que é ligado às forças energéticas do campo da saúde me atrai muito e quando me mostrou a base desse sistema, suas formas de atuação, fiz rapidamente uma conexão com minha forma de trabalho – claro, disse sim.
Além de tudo aquilo que já disse ser a característica essencial do Mestre Alexandre – simplicidade, clareza e efetividade – o Reiki da Chama Verde se mostrou algo além: intensamente profundo.
O estudo foi muito fácil e no dia da iniciação Alexandre nos levou para algo além do local comum das iniciações etéricas.
Sentir a Chama Verde brotando dentro de nosso ser (o que já foi diferente: normalmente, a força vem até nós; esta brotou de nós), nos envolvendo e nos ligando às forças universais de cura, bem estar, tranquilidade e evolução, foi algo maravilhoso.
Foi, se puder colocar em uma palavra, uma expansão. Uma expansão que agora é para ser praticada – e muito – para a recuperação de nosso planeta e de todos os seres.

Novo comentário